Lírico

A minha foto
Greenland
Toda eu sou alma. Todo eu sou frio, branca como a neve. Toda eu sou sonho, céu, nuvem. Toda eu sou girassol. Toda eu serei tua, se assim o entenderes.

4 de abril de 2014

Até sempre


Um grande Senhor, daqueles com letra maiúscula. Quem assim viveu, não é esquecido. Obrigada pelo radialismo, pelo jornalismo e pelas traduções. Obrigada pela prosa e pela poesia. Fica "a cicatriz do ar" e outros, nem sempre a lápis.


Jorge Fallorca (1949-2014)

3 comentários:

Cláudia S. Reis disse...

Há pessoas que nos marcam e que serão sempre recordadas. Ficarão os seus passos para relembrar ao mundo a sua presença :)

Flip disse...

Não conheci esse senhor.

mai disse...

Obrigada querida :)